quarta-feira, 1 de novembro de 2023

Crise na Educação de Quixeramobim: Vereador e Comunidade Denunciam Demissões em Massa


Ontem (31), em uma reviravolta que surpreendeu a comunidade de Quixeramobim, o prefeito Cirilo Pimenta, que havia prometido evitar demissões e realizar reformas administrativas, acaba de efetuar demissões em massa de prestadores de serviço da Educação no município. Essa decisão, que era esperada como uma ação de praxe no final do ano, tem gerado descontentamento entre a população, e os efeitos já são sentidos na área da Educação.

Segundo informações, as creches de Quixeramobim devem sofrer um impacto considerável, com a possível redução do horário de funcionamento, que, a partir da segunda-feira (06/11), pode ser limitado de 7 às 11 horas. Este movimento, apesar de ser tido como uma rotina nos últimos anos, afeta diretamente a categoria de trabalhadores da Educação, que necessitam de estabilidade em suas funções.

O prefeito Pimenta, por sua vez, ao justificar a decisão, aponta para supostos problemas externos, como alegações de responsabilidade do Governo Estadual e Federal, em vez de reconhecer a necessidade de repensar o planejamento da Prefeitura e o limite prudencial de contratações, um alerta que vem do Tribunal de Contas do Estado.

A comunidade local, liderada pelo vereador Eugênio Gomes, demonstra sua insatisfação diante da situação. O vereador alerta que a má gestão dos recursos públicos tem consequências diretas na vida dos cidadãos, que, mais uma vez, são penalizados por decisões tomadas pela administração municipal. Gomes se compromete a buscar soluções e lutar pelos direitos dos cidadãos de Quixeramobim e promete continuar na defesa de uma gestão pública responsável e transparente. 

A situação em Quixeramobim é um alerta para a necessidade de planejamento e gestão responsável dos recursos públicos, destacando a importância da participação ativa da comunidade na fiscalização de ações governamentais.